A entregabilidade de email está na lista de prioridades de sua estratégia de email marketing?

Você se dedica, gastando tempo e energia para criar uma campanha de email marketing incrível. Em seguida, você aperta o botão de “Enviar”. Depois de algumas horas, quando volta para analisar seus relatórios de envio, percebe que a maioria de seus contatos nem recebeu sua mensagem. Isso é bem frustrante, não é mesmo?

Isso pode estar acontecendo pois sua reputação como remetente não está saudável. Isso afeta diretamente sua entregabilidade de email. Mas afinal, o que significa “Entregabilidade”?

banner sobre como melhorar sua entregabilidade de email

O que é Entregabilidade de Email?

Entregabilidade de email é a capacidade que um remetente possui de ter seus emails entregue na caixa de entrada. Quanto melhor for sua entregabilidade, maiores serão suas chances de fazer com que seu email chegue na caixa principal. Além disso, ela também impacta quantos dos seus emails vão parar na caixa de spam. Entregabilidade é um termo utilizado exclusivamente no universo do email marketing.

Outra expressão importante de entender sobre esse assunto é a reputação de um domínio. Quando você começa a enviar campanhas de email marketing, os principais provedores de email (como Gmail, Outlook e Yahoo) começam a avaliar quais são seus padrões de envio e como seus contatos interagem com seus emails.

Eles então começam a atribuir um score (ou nota) para seu domínio. Quanto mais alto seu score, mais saudável é sua reputação. E quanto mais saudável for sua reputação, maiores serão suas chances de chegar na caixa de entrada. Por isso, seguir as boas-práticas de email marketing é tão importante. Se você começar a cometer muitos erros em email marketing, sua reputação será afetada assim como sua entregabilidade.

Veja alguns motivos que podem afetar negativamente sua reputação e entregabilidade:

Vamos agora focar nesse último ponto. Afinal, uma alta taxa de bounces é uma das coisas que mais podem impactar sua entregabilidade de email.

Como os Bounces afetam minha Entregabilidade?

Bounces são endereços de email inválidos. Sabe quando você tenta enviar um email para alguém, e logo em seguida recebe uma mensagem de erro informando que não foi possível entregar sua mensagem? Isso é um bounce, já que seu email foi rejeitado.

Muitos motivos podem fazer com que um bounce ocorra. Por exemplo, a pessoa pode ter digitado seu endereço de email incorretamente. Outra situação comum é o endereço de email ter sido desativado, seja porque a pessoa trocou de emprego ou ficou muitos meses sem acessá-lo. A caixa de emails de alguém também pode estar cheia, fazendo com que temporariamente seus emails deixem de ser aceitos. É normal que um email que um dia foi válido de uma hora para outra retorne como um bounce.

Mas o que bounces tem a ver com entregabilidade de email? Quanto maior for a sua taxa de bounces, maiores serão as chances de sua reputação ser prejudicada. De acordo com este estudo, sua taxa de bounces não deve passar de 2%.

Isso significa que, para cada 100 emails que você envia, é normal que 2 deles sejam marcados como bounce. Por outro lado, se você perceber que a taxa de rejeição de seus emails está acima dos 5%, é necessário que você tome algumas ações imediatamente – e vamos falar mais sobre isso nos 5 passos abaixo.

5 Passos simples para melhorar sua Entregabilidade de Email

Agora que você já sabe o que é a entregabilidade de email e como ela é vital para sua estratégia de email marketing, vamos te mostrar 5 passos simples para manter sua reputação alta. Seguir essas dicas vai aumentar exponencialmente suas chances de chegar na caixa de entrada e evitar a tão temida caixa de spam.

1. Mantenha sua lista de contatos higienizada

Como já falamos, um dos principais motivos que faz com que um bounce ocorra é o emails não estar mais funcionando. Você pode evitar uma situação como esta ao atualizar sua lista de contatos regularmente. Isso não significa que você tenha que sempre remover endereços de email desta lista e criar uma nova do zero.

O objetivo dessa prática é se livrar de usuários inativos e inscritos que nunca abriram seus emails e, assim, manter sua lista higienizada e somente com contatos ativos. Além disso, seria muito mais fácil para você se concentrar nos inscritos que realmente têm interesse em sua marca ou negócios e em suas campanhas de email e newsletter. Veja abaixo algumas das maneiras de atualizar e limpar constantemente sua lista de contatos:

  • Envie com mais frequência para contatos engajados
  • Peça aos seus inscritos que te informem se algo mudou através de enquetes ou formulários.
  • Solicite novamente o opt in dos seus contatos menos engajados
  • Facilite a remoção da inscrição para que os seus inscritos menos ou nada engajados não tenham que denunciar seus emails simplesmente porque o processo de cancelamento é complicado
  • Faça campanhas especiais de reengajamento para contatos inativos

2. Evite ações que ativam Filtros de Spam

Um relatório mostra que 80% dos emails enviados são spam. Isso significa que aproximadamente 140 bilhões de emails de spam são enviados todos os dias. Sabendo disso, não deve ser surpresa ver que algumas de suas mensagens de email vão parar na caixa de spam. Isso acontece porque os filtros anti-spam de seus destinatários não consideraram sua mensagem segura. Não se preocupe: é normal que isso ocorra, mesmo que você esteja enviando conteúdo legítimo.

Inconscientemente, você pode ter incluído algum conteúdo ou mesmo palavras que ativem filtros de spam. Imagens quebradas, muitos links e termos inadequados podem facilmente colocar os filtros em alerta. Emails mal estruturados e com formatação ruim também podem te afetar.

captura de tela com email mal formatado que ativou um filtro de spam

Veja abaixo algumas das maneiras de evitar que seus emails ativem filtros de spam:

  • Utilize um endereço de IP confiável para enviar seus emails.
  • Sempre aqueça um novo endereço IP
  • Cuidado com palavras clichê, como “Promoção”, “Ganhe Dinheiro” ou “Oferta Imperdível”
  • Mantenha uma proporção de 70% de texto e 30% de imagem em seu template de email

3. Utilize um Domínio Privado como remetente

Recomendamos 100% que você considere investir em um domínio personalizado que represente sua empresa ou negócio. Evite a utilização de domínios gratuitos, como Gmail ou Yahoo como remetente de suas campanhas.

Um domínio personalizado não apenas torna seus remetentes mais profissionais e com maior autoridade. Ele também te ajuda a informar ao servidor de recebimento de email que você é um remetente legítimo. Isso permite que eles verifiquem sua reputação, para decidir se sua entregabilidade de email é boa ou não.

Depois de contratar seu próprio domínio, uma parte crucial é a de autenticação. Isso vai elevar seu nível de segurança e mostrar para os provedores de email que você leva seu email marketing a sério. Dessa forma, você impedirá que outras pessoas enviem emails em seu nome sem a sua permissão. Isso te ajuda a se proteger de golpes de phishing, ataques e spammers.

Existem três métodos principais de autenticação de email para melhorar sua entregabilidade de email:

  • Sender Policy Framework (SPF) – Esse é um mecanismo que determina servidores/hosts específicos como autorizados a enviar um email em seu nome. Temos um artigo em nossa base de conhecimentos explicando melhor o que é Registro SPF e como configurá-lo.
  • Domain Key Identified Mail (DKIM) – Ele utiliza uma assinatura criptografada para verificar se o remetente do email é quem diz ser. Ele também fornece a chave para o destinatário verificar seus registros DNS. Aprenda mais sobre DKIM aqui.
  • Domain-Based Message Authentication Reporting and Conformance (DMARC) – Ele compila os sinais do SPF e DKIM para identificar com precisão se um email é autorizado ou não. Leia mais sobre o assunto clicando aqui.

4. Faça Testes AB com frequência

Nem todos os emails trazem os mesmos resultados. Uma campanha de email pode ter extremo sucesso enquanto outra pode ser um fracasso de engajamento. É por isso que você precisa realizar testes, testes e mais testes!

captura de tela com exemplo de teste ab para melhorar a entregabilidade de email

Para fazer um teste AB, você deve criar duas versões do mesmo email. Você então envia essas duas versões para pequenas porções diferentes de sua lista. Depois de algumas horas, você envia a versão que obteve os melhores resultados para toda sua base. O teste AB mais comum em email marketing é o de linha de assunto.

Você não precisa fazer testes AB manualmente. Uma boa ferramenta de email marketing, como a Benchmark Email, te permitirá executar esse tipo de teste de maneira simples, rápida e automatizada.

Veja abaixo alguns elementos que testar:

  • O comprimento das linhas de assunto
  • A ordem das palavras
  • O conteúdo do email
  • Seu design de email (incluindo fotos, infográficos, vídeos explicativos, etc.)
  • Textos ou botões de chamada para ação (CTA)

5. Observe com atenção sua Taxa de Bounces

Uma taxa de rejeição de email mais alta não só prejudicará sua entregabilidade de email, mas também afetará sua reputação como remetente. Se você não prestar atenção nisso, verá uma diminuição nos níveis de engajamento, nas taxas de abertura e nas taxas de cliques . Isso pode levar a um número menor de vendas.

Se sua taxa de bounces permanecer abaixo de 2%, não há motivos para se preocupar. Se ela passar desse nível, talvez seja hora de fazer uma limpeza em sua base de contatos. Ao ultrapassar os 5%, além de verificar sua base você deve fazer uma filtragem maior dos emails de sua lista. Uma dica sempre válida é enviar emails especiais para contatos engajados e dar uma pausa no envio para emails que não interagem com suas campanhas há algum tempo.

Esperamos que as melhores práticas mencionadas acima tragam maior compreensão de como criar emails que chegam às caixas de entrada de seus inscritos. Uma boa entregabilidade de email te permitirá colher todos os benefícios que merece de suas campanhas de email marketing.